sábado, 10 de novembro de 2012


ENTENDENDO SEU CABELO:
Para entendermos melhor de como eles funcionam, precisamos saber qual é a estrutura de um fio de cabelo.Para explicarmos a estrutura do cabelo vamos fazer uma comparação muito simples. As principais estruturas que compõe um fio de cabelo são as cutículas, o córtex, as fibrilas, o complexo da membrana celular (CMC) e a medula. 

 Uma corda formado por vários barbantes.Vamos imaginar que as fibrilas são como barbantes compridos, que enrolados formam barbantes mais grossos. Estes barbantes mais grossos também se enrolam formando cordas. E assim por diante até formar uma corda bem grossa. 

Agora imagine que esta corda grossa seja embebida com uma cola tenaz. É o cimento intercelular (matriz). Assim esta estrutura de corda e cimento acaba sendo bastante resistente (é este o motivo da alta resistência dos fios de cabelos). Estas estruturas que acabamos de descrever estão dentro do córtex (que é a parte interna do fio de cabelo).
E para terminar, vamos imaginar que esta corda + cimento esteja coberta de escamas (de peixe, por exemplo). Estas escamas vão proteger a nossa estrutura das agressões do meio-ambiente. Estas escamas são coladas ao córtex usando CMC (complexo da membrana celular). Chamamos estas escamas de cutículas.
Estruturas de um fio de cabelo
Estas estruturas são frágeis e podem sofrer danos. Os principais danos causados aos cabelos podem ser divididos em  grupos:
Rompimento / Quebra / Descascamento das cutículas – ou seja, as cutículas acabam se soltando completamente, ou pequenos pedaços acabam se soltando. O consumidor percebe este fenômeno de diversas maneiras:
Perda de brilho – para entender este fenômeno, podemos imaginar que as cutículas (escamas) são pedaços de plásticos lisos e brilhantes. Quando arranhamos este pedaço de plástico com uma escova de aço, ele perde o seu brilho.
Perda de maciez / sedosidade – como pedaços das cutículas foram rompidos e perdidos o cabelo fica mais áspero ao toque e por este motivo ele não é tão macio ao toque.
Penteabilidade mais difícil – como o cabelo está mais áspero, fica mais difícil um pente ou uma escova passar pelo seu cabelo. Lembre-se do plástico arranhado (é mais fácil passar o dedo no plástico liso do que no arranhado).
Perda dematerial protéico ou lipídico do córtex – neste caso os agentes agressores removem partes do córtex (proteínas, lipídeos e umidade), tornando a estrutura do córtex porosa, e por conseqüência, tornando o fio de cabelo quebradiço.
Os Produtos que agem principalmente nas cutículas, “reparando” os pequenos danos causados às cutículas. O desenho abaixo mostra um fio de cabelo com um defeito na cutícula. Tratamentos nutritivos, óleos essenciais vão preencher este espaço vazio, como se fosse um “reboco colocado em um buraco na parede de nossa casa”.Quando esse dano também no córtex, a ação de uma máscara de hidratação ou tratamento reconstrutor é mais propícia para reparar os danos causados ao córtex.  
Cutículas danificadas

Nenhum comentário:

Postar um comentário